SP (11) 2199-5800 – RJ (21) 3553-3962

Ambiente multicloud

Ambiente multicloud: como enfrentar esse desafio

Ambiente multicloud: como enfrentar esse desafio

Ambiente multicloud: como enfrentar esse desafio

Com cada vez mais empresas movendo suas cargas de trabalho para a nuvem, profissionais de TI enfrentam cada vez mais desafios para gerenciar um ambiente multicloud. De acordo com um relatório da consultoria Flexera, 89% das empresas têm uma estratégia multicloud e os motivos para essa migração são muitos, desde exigências regulatórias, recursos de IA e aprendizado de máquina, até empresas buscando por serviços de nuvem mais adequados para suas necessidades.

Os tempos modernos dependem da tecnologia de nuvem. É por meio dela que o trabalho remoto se torna possível e novos sistemas são implementados rapidamente para tornar a gestão de uma empresa mais simples e eficiente. Entretanto, a nuvem, ao mesmo tempo em que facilita o dia a dia de trabalho, está se tornando mais complexa para a equipe de TI gerenciá-la e, com o crescimento da adoção de ambientes multicloud, novos desafios relacionados à essa gestão e segurança surgem no horizonte.

Enquanto o ambiente multicloud contribui para que as empresas reduzam sua dependência de fornecedores e otimize o desempenho, ele também oferece alguns desafios relacionados à escala, consistência, conformidade e segurança que precisam ser vencidos.

 

O que é um ambiente multicloud?

 
Basicamente, um ambiente multicloud é uma arquitetura de nuvem que permite que as empresas trabalhem com diversos fornecedores de nuvem privada ou pública ao mesmo tempo. O ambiente permite que as empresas utilizem diferentes tecnologias oferecidas pelos fornecedores, o que torna sua infraestrutura mais robusta e estável.

Normalmente, um ambiente multicloud é implementado de forma integrada para permitir que os dados sejam sincronizados continuamente, não importando qual nuvem está em uso.  Quando feito corretamente, o ROI pode ser robusto.

 

Desafios do ambiente multicloud

 
Claro, um ambiente multicloud traz diversos benefícios, mas também traz desafios que precisam ser conhecidos e analisados antes de iniciar um processo de migração para o novo ambiente.
 

Complexidade arquitetônica

 
Contar com um único provedor de nuvem faz com que as empresas se tornem experts em seu gerenciamento. A equipe de TI sabe exatamente como expandir o ambiente e como os recursos podem ser utilizados para atender às necessidades dos negócios. Entretanto, agregar mais nuvens pode tornar essa gestão um tanto mais complexa.

E é essa complexidade que torna a migração para um ambiente multicloud mais demorada e cara para que a solução seja implementada de forma eficiente. E isso envolve não apenas a gestão da nuvem em si, mas também fatores como automação, compartilhamento de dados e segurança, afinal, cada provedor conta com um conjunto exclusivo de recursos e configurações que precisam de atenção.

É possível reduzir essa complexidade usando práticas como DevOps e Kubernetes que facilitam o fluxo de trabalho e permitem uma experiência integrada, não importando qual o provedor de nuvem subjacente. Apesar dessas ferramentas contribuírem para tornar o gerenciamento e a implantação de aplicativos mais simples, a equipe de TI precisa estar preparada para lidar com novos requisitos de segurança em cada uma das nuvens.
 

Planejamento e recuperação de desastres

 
Confiabilidade e capacidade para se recuperar de desastres são fatores essenciais na hora de escolher um provedor de serviços na nuvem e muitas vezes, a recuperação de desastres é colocada em segundo plano devido à falsa sensação de segurança repassada pelo provedor. Então, entender as possíveis falhas que podem ocorrer e quais as ações serão realizadas pelo provedor é essencial para garantir a segurança de aplicativos e dados. E, claro, com a adoção de um ambiente multicloud, a recuperação de desastres ganha um destaque ainda maior, já que cada provedor pode utilizar um método diferente para o processo, o que pode comprometer métricas e acordos de nível de serviço.

Além disso, um ambiente multicloud precisa oferecer confiabilidade consistente. Como conta com diversas camadas de redundância, a área de TI consegue ter um maior controle em relação aos riscos de falha em silos. Por exemplo, se um provedor apresentar problemas, como uma falha de serviço, é possível transferir a carga para outro provedor sem prejudicar os usuários.
 

Escalabilidade e custos

 
Para atender a expansão dos negócios, o provedor de serviços de nuvem deve ser capaz de escalar rapidamente para atender picos de demanda. A facilidade de criar recursos de nuvem, como máquinas virtuais, tornaram a expansão da infraestrutura de TI mais simples. Entretanto em um ambiente multicloud isso pode ser tornar mais difícil e complicado. Com um modelo que permite o provisionamento de recursos com alguns poucos cliques, o uso excessivo também pode se tornar um pesadelo, com recursos sendo esquecidos de serem redimensionados, aumentando os custos. Ou seja, o gerenciamento é fundamental para evitar problemas.
 

Políticas de segurança

 
Outro fator essencial para um ambiente multicloud é a gestão de políticas de segurança. Como o número de ataques cibernéticos não para de crescer, a nuvem é um importante vetor de ataque. Portanto, as empresas precisam contar com uma política de segurança robusta e que contemple as mais diferentes plataformas de nuvem, o que pode ser um grande desafio devido à quantidade de endpoints existentes em cada uma dessas nuvens.

Como cada nuvem segue diretrizes diferentes de segurança, não sendo possível integrá-los. O primeiro passo, então, é criar um hub de governança baseado em políticas de segurança centralizado, depois é preciso compreender identidades e cargas de trabalho, como esses fatores interagem em cada nuvem, e aplicar a política de segurança cibernética da empresa para gerenciar cada identidade e reduzir riscos associados ao excesso de privilégios de acesso.
 

Gerenciando um ambiente multicloud

 
Ao expandir um ecossistema para um ambiente mais complexo, como o ambiente multicloud, a área de TI precisa realizar um gerenciamento consistente e confiável para monitorar as nuvens e garantir que os requisitos estão sendo atendidos. Os provedores de nuvem, normalmente, oferecem ferramentas próprias para a gestão, mas que, em um ambiente multicloud, não podem ser integradas para oferecer uma visão única de todo o ecossistema.

Portanto, encontrar a ferramenta certa para realizar o gerenciamento eficiente do ambiente multicloud é fundamental para garantir a maior visibilidade da infraestrutura e recursos de TI, reduzindo custos e tornando o gerenciamento mais eficiente.

E nós podemos te ajudar. Conte com o apoio dos nossos especialistas para otimizar custos e melhorar a qualidade dos serviços de TI para sua empresa. A Tecnocomp desenvolve soluções para sem ambiente na nuvem dos principais provedores mundiais, como Microsoft Azure, AWS e Google Cloud.
 
 

Comece a
mudança agora

Tel: 55 11 2199.5800