SP (11) 2199-5800 – RJ (21) 3553-3962

otimizar a infraestrutura de TI

6 dicas de como otimizar a infraestrutura de TI de sua empresa

6 dicas de como otimizar a infraestrutura de TI de sua empresa

6 dicas de como otimizar a infraestrutura de TI de sua empresa

Otimizar a infraestrutura de TI é essencial para evitar que o investimento em tecnologia seja feito sem um controle eficiente, seja por falta ou excesso de dinheiro. E, claro, não basta dinheiro para essa otimização, é necessário criar um projeto de otimização que realmente atenda às necessidades da empresa. 

Por mais desafiador que esse processo seja, contar com um plano bem detalhado para otimizar a infraestrutura de TI contribui para que as entregas sejam realizadas dentro dos prazos e ajuda na prevenção e na redução de riscos de interrupção das operações. 

De acordo com o Statista, o investimento global em TI deve alcançar US$ 4,67 trilhões até o final de 2022, frente US$ 4,26 trilhões em 2021, e, basicamente, o foco das empresas é buscar formas de reduzir custos sem prejudicar a performance do sistema. Muitas vezes, otimizar a infraestrutura de TI significa reduzir o número de servidores, mas muitas empresas optam por utilizar processos com menos núcleos, o que significa menos potência, ou ainda reduzem a capacidade de memória. 

Claro, seja qual for a opção, há riscos que precisam ser analisados antes do início do projeto. Por exemplo, a empresa mantém uma estrutura com 10 servidores, mas opta por reduzir esse número para sete. Em situações normais isso não seria problema, mas em caso de picos de demanda, essas sete máquinas podem não suportar a carga,  causando lentidão no acesso às informações, o que significa tempo de inatividade e, obviamente, prejuízos. 

Dessa forma, é fundamental analisar como a infraestrutura atual é realmente utilizada durante todo o ano, identificando momentos de pico  e redução de demanda antes de iniciar a jornada para otimizar a infraestrutura de TI. 

Como otimizar a infraestrutura de TI

Otimizar a infraestrutura de TI, basicamente, é uma estratégia que visa melhorar o uso dos recursos de TI ao mesmo tempo em que se obtém maior agilidade e eficiência, Ou seja, é fornecer o máximo de recursos com o menor custo possível. Para empresas que já contam com uma infraestrutura instalada, a otimização ajuda a simplificar operações e tornar a utilização de recursos financeiros mais eficiente. 

E não importa o porte da empresa, reduzir custos é uma tarefa complexa e a infraestrutura de TI é um dos poucos fatores flexíveis dentro de uma empresa que realmente permite cortar custos. 

Trabalhe com especialistas

Contar com uma equipe qualificada e especializada torna o processo para otimizar a infraestrutura de TI mais simples e garante a adoção da configuração correta para atender os requisitos e objetivos dos negócios. Portanto, contar com o apoio de um parceiro experiente, como a Tecnocomp, pode ser um fator vital de sucesso. 

Dessa forma, é possível desenvolver e implementar uma otimização da infraestrutura  que atenda as demandas da empresa e, também, as normas de conformidade do setor de atuação. 

Aproveite para atualizar o hardware

Otimizar a infraestrutura de TI pode ser o momento ideal para analisar o desempenho da infraestrutura instalada e buscar maneiras de atualizá-la. Para isso, é necessário criar uma lista com os ativos instalados e avaliar o que pode ser melhorado. Mesmo que o orçamento seja limitado, é preciso colocar na conta os ganhos de performance que a atualização do hardware pode oferecer e os riscos que manter uma infraestrutura defasada – segurança, inatividade, entre outros – entrega. 

A Tecnocomp faz parte do programa Green IT, que permite a revitalização da rede por meio da substituição de cabos e acessórios obsoletos por soluções de última geração, protegendo o meio ambiente. Todo o material substituído é tratado e entregue para reciclagem para servir de matéria-prima para outras indústrias e aplicações. 

Não se esqueça dos backups

Qualquer modificação realizada em uma infraestrutura de TI, seja migração de dados para a nuvem, troca de servidores ou integrações com outros sistemas, pode ocasionar em perda de dados. Então, manter uma rotina de backups é essencial para não correr riscos de perder informações cruciais para os negócios e, consequentemente, prejudicar o relacionamento com os clientes. E a nuvem tem papel central nesse processo, pois permite o acesso aos dados de qualquer local, garantindo a recuperação das informações no caso de algum problema. 

Embarque em uma jornada para a nuvem

O mercado de nuvem no Brasil alcançou US$ 3,2 bilhões em 2021, prometendo uma taxa de crescimento anual de 31% até 2024 de acordo com a IDC.  Esse crescimento é devido às vantagens proporcionadas pela tecnologia, como acesso a aplicações de ponta rapidamente, maior flexibilidade, disponibilidade e segurança. Como a empresa não precisa mais lidar com uma infraestrutura física, os custos também são reduzidos. 

Melhore a segurança

A segurança da informação é fator essencial para garantir um projeto para otimizar a infraestrutura de TI bem-sucedido.  O uso de ferramentas robustas de segurança cibernética é obrigatório para manter a integridade das informações e a conformidade. Além disso, no caso de uma infraestrutura no local, é essencial proteger o perímetro físico das instalações, garantindo que apenas pessoas autorizadas tenham acesso aos equipamentos. 

Conte com os recursos corretos

Otimizar a infraestrutura de TI está intimamente relacionada a garantir que os recursos corretos sejam atribuídos para cada carga de trabalho ou aplicativo em uso, de forma a reduzir o desperdícios desses recursos ao mesmo tempo em que maximiza o desempenho. Como cada aplicativo ou carga de trabalho exigem recursos específicos e isso muda com o tempo, é necessário que esses recursos sejam combinados para garantir o funcionamento correto do sistema. 

Por meio de análises recorrentes, a empresa consegue entender como cada recurso pode ser utilizado para otimizar o desempenho. Por exemplo, se uma carga de trabalho exigir recursos durante o horário de trabalho normal, não é necessário manter a utilização durante as 24 horas do dia. 

Etapas para otimizar a infraestrutura de TI

Não importa qual o método de otimização escolhido, seja migrar para a nuvem ou manter uma infraestrutura no local, algumas etapas devem ser seguidas para otimizar a infraestrutura de TI. 

Auditoria

A auditoria é parte fundamental para entender os possíveis resultados da otimização, pois permite analisar corretamente qual o melhor caminho a seguir. Durante a etapa é preciso entender quais os objetivos buscados com a otimização e quais os impactos a longo prazo na infraestrutura em uso. 

  • No local
    Aqui é fundamental conhecer os recursos disponíveis: quantas máquinas estão instaladas, qual a capacidade de memória, etc. 
  • Na nuvem
    Além dos fatores anteriores, na nuvem também é preciso analisar quais recursos estão disponíveis e quais são realmente utilizados. 

Com a auditoria realizada e sabendo exatamente o que é necessário para otimizar a infraestrutura de TI é chegada a hora de partir para o planejamento. 

Planejamento

Aqui também é necessário separar em planejamento para otimizar a infraestrutura de TI local e em nuvem. 

  • Planejamento para otimizar a infraestrutura de TI local
    Basicamente, as formas de otimizar a infraestrutura de TI local dizem respeito à diminuição de máquinas, memória e núcleos. Assim, antes de começar a otimização é preciso ter em mente como essa redução pode afetar os negócios, o que torna a etapa de auditoria ainda mais importante. 
  • Planejamento para otimizar a infraestrutura em nuvem
    A otimização na nuvem pode ser realizada pela criação de clusters/contêineres do Docker do Kubernetes de forma a criar um sistema, por exemplo, com 5 máquinas que executem 10 aplicativos. Com isso, se uma máquina falhar, outra assume sem prejudicar o trabalho, pois o sistema transfere automaticamente os serviços para as demais. 

Implementação

Ao entender os benefícios de cada uma das abordagens e como será o processo de otimização, o passo seguinte é o da implementação. 

No local

Normalmente, como vimos na etapa passada, especialistas sugerem reduzir o número de máquinas. Essa opção é arriscada já que envolve reduções de componentes que, em caso de aumento da demanda, podem prejudicar e até interromper uma operação 

Na nuvem

A otimização na nuvem envolve algumas maneiras: Rehost ou lift-and-shift

Mais rápida, pois é realizada apenas a realocação os recursos de infraestrutura, não oferece escalabilidade ou maior desempenho, já que apenas “copia” a configuração que já está em uso. Normalmente é utilizada por empresas com contrato de hospedagem próximo ao vencimento e quando há planos de migrar para outro provedor.

  • Replatform ou lift-tinker-and-shift
    Parecida com a Rehost, nesse caso há mudanças na configuração para que exista alguma otimização, sem que sejam realizadas mudanças na arquitetura ou recursos disponíveis.
  • Modernização
    Também semelhante às anteriores, com a diferença que alguns componentes são aprimorados ou alterados para melhorar seu desempenho e se tornarem mais baratos.
  • Drop and shop
    Opção de adquirir uma solução pronta que atenda às necessidades de escalabilidade e desempenho desejados.
  • Retenção
    Não é necessária nenhuma migração. Aplicativos e recursos se mantém como estão e no mesmo local.
  • Retired
    Quando se analisa a infraestrutura de TI em uso é comum encontrar recursos que não mais utilizados e podem ser descontinuados ou atualizados.
  • Relocate
    Com o avanço da virtualização a recolocação de aplicações ganhou a atenção da TI. Ela consiste na movimentação de uma maquina da estrutura atual para a nuvem da AWS.

Como cada aplicativo possui requisitos específicos e que podem ser alterados, a alocação de recursos é facilitada para atender apenas a cargas de trabalho ou aplicativos que exigem determinado recurso. Obviamente, para optar pelo método ideal, é necessário analisar os aplicativos e recursos em uso. 

Benefícios da otimização

Reduzir custos e aproveitar da melhor forma possível os recursos disponíveis são apenas alguns dos benefícios de otimizar a infraestrutura de TI, mas há outros tão ou mais importantes para os negócios. 

Otimize os ganhos

Eliminar silos torna a tecnologia e o acesso às informações mais eficiente e a nuvem é fundamental para esse processo, pois torna o gerenciamento de dados mais aprimorado, simplifica processos e integra diferentes aplicativos e sistemas. 

Mais agilidade

Usar sistemas baseados em nuvem torna a gestão de dados mais eficaz e eficiente no longo prazo, já que permite acesso centralizado às informações de forma mais rápida, tornando a infraestrutura de TI mais transparente. 

Redução da complexidade

A virtualização, de acordo com a TechTarget, reduz a quantidade de equipamentos de rede necessário para uma operação, reduzindo a complexidade geral da rede. 

Menor tempo de inatividade

Uma interrupção resulta em prejuízos que vão além das receitas. Ao otimizar a infraestrutura de TI é possível torná-la mais eficiente e com o tempo de inatividade reduzido. 

Responsabilidade compartilhada

Ao optar por otimizar a infraestrutura de TI migrando para a nuvem, o conceito de responsabilidade compartilhada toma forma, tornando alguns aspectos de responsabilidade do provedor e outros do cliente. O provedor, por exemplo, assume o controle e gestão de componentes, fatores de virtualização e segurança de dados, inclusive em relação à segurança física dos equipamentos. 

Ou seja, o cliente não se preocupa com o suporte para manter os equipamentos e aplicativos e assume apenas parcialmente a responsabilidade pela segurança de dados, reduzindo custos com pessoal e com a infraestrutura utilizada. 

Desafios para otimizar a infraestrutura de TI

Analisar detalhadamente os ativos antes da otimização é  maior desafio de uma otimização on-premisse, já que exige saber exatamente como os usuários interagem com cada aplicativo, quando ocorre aumento da demanda e qual a capacidade necessária para cada cargo de trabalho ser realizada com eficácia. 

Já para a otimização na nuvem, em alguns casos, a equipe de TI pode não conseguir informações para levantar como cada carga de trabalho é realizada ou como a otimização pode impactar no processo, o que pode acarretar em falhas no sistema. 

Para competir e vencer os desafios de uma era conectada e digital, as empresas dependem cada vez da tecnologia e da infraestrutura de TI.  Assim, para que essas empresas consigam atender às necessidades de seus clientes e funcionários, a otimização é essencial para melhorar o desempenho da TI e conseguir reduzir custos. 

Atualizar e otimizar a infraestrutura de TI pode ser muito complexo, lidar com equipamentos e topologias de design antigos e SLAs exigentes tornam a otimização um desafio. A Tecnocomp tem a experiência necessária para ajudar a empresa a superar esses desafios e otimizar a infraestrutura de TI com maior eficiência, reduzir custos e tornar sua infraestrutura mais resiliente, o que permite que a equipe foque nos seus clientes. 

Comece a
mudança agora

Tel: 55 11 2199.5800